27
Fevereiro
2019
0
//www.danilomachado.com.br/media/user/images/original/captura-de-tela-2019-02-27-a768s-095208-s5.png

Rico, eu?

Criado: 27 Fevereiro 2019 | Atualizado: 27 Fevereiro 2019
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir
Você não quer ficar rico!

Esta afirmação pode parecer um pouco estranha, mas a minha experiência ajudando as pessoas a resolverem seus problemas financeiros me diz o contrário. Percebi durante minhas sessões de coach, cursos presenciais e palestras que a maioria absoluta das pessoas não estão buscando ficar realmente ricas, ou seja, não estão em busca de alcançar vultuosas somas de dinheiro ou acumular inúmeros bens de valor.

O que elas realmente desejam é: não ter mais que se preocupar com a falta de dinheiro.

Parece a mesma coisa, mas existe uma sutil diferença.
Quando pensamos em riqueza ou alguém que é rico nos vem logo a imagem de um mega star holywoodiano vivendo um estilo de vida extravagante com suas mansões e carros esportes - e certamente alguém que viva assim nunca tenha que se preocupar com a falta de dinheiro.
Mas não é bem isso o que querem a maioria. O que buscam realmente é poder conquistar um certo grau de estabilidade financeira. Dinheiro suficiente para pagar todas as contas em dia, um bom teto para morar, carro novo de 3 em 3 anos, boa educação para os filhos, viajar nas férias 2 vezes ao ano e ter uma boa reserva financeira para dar segurança.

Será que eu consegui ler a sua mente agora ou passei longe? Porém podemos resumir tudo isso em duas palavras: independência financeira.

Independência financeira é poder viver dos seu próprios rendimentos passivos sem a necessidade de trabalhar.

Para se tornar financeiramente independente não se faz necessário ser herdeiro de um mega milionário ou ganhar na loteria ou se tornar um mega star de Hollywood. É bem mais simples do que isso, e vou lhe passar agora quais são os 3 passos que você precisa seguir para chegar lá bem antes do que imagina.

1° passo - identifique o seu padrão de vida atual ou padrão de vida desejado.

Coloque numa planilha todos os seu custos mensais ou calcule o custo mensal do nível de vida em que você gostaria de viver.
Gastos com habitação, saúde, carro, despesas pessoais, dependentes, etc…
Para te ajudar com isso vou deixar disponível aqui no site a ferramenta “ controle de gastos pessoais " para download.
Então, digamos que você custe 10 mil para viver ou que o seu padrão de vida desejado seja 10 mil por mês. Combinado?
Você será financeiramente independente quanto você conseguir de renda passiva 10 mil reais por mês ou mais. Quer dizer, que mesmo que você perca o emprego ou que você simplesmente decida pendurar as chuteiras, você ainda seguirá vivendo no mesmo padrão de vida sem maiores surpresas.

2° passo - Busque uma segunda fonte de renda para acelerar a construção da sua renda passiva.

Por exemplo: digamos que você decidiu que o seu padrão de vida ideal é na casa de 10 mil reais por mês.
De maneira geral as melhores ofertas seguras de investimento hoje giram na casa de 0,8% ao mês. Então para esta finalidade você vai precisar de R$1.250.000,00 ( um milhão duzentos e cinquenta mil reais ).

Veja: R$1.250.000,00 x 0,8% = R$ 10.000,00

Supondo que você decidisse seguir o plano de guardar um percentual - digamos 10% - do seu salário ou ganho mensal para este fim.
Neste nosso exemplo, guardando 1mil reais por mês (10% de R$10.000,00 ), se tudo ocorresse bem, demoraria algo como 25 anos para você atingir a sua meta!

R$ 1.000,00 a 0,8% a.m. x 300 meses ( 25 anos ) = R$ 1.250.720,40

Mas se você conseguisse um renda extra que lhe gerasse 3 mil reais por mês, além de não ter que sacrificar estes 1.000 reais do seu salário você atingiria a sua meta em pouco mais de 15 anos. São 10 anos de diferença!

R$3.000,00 a 0,8% a.m. x 185 meses ( 15,3 anos ) = R$ 1.254.017,51

3° passo - Entender mais sobre investimentos.

Se você está lendo isso é porque já entendeu este princípio.
Onde colocar o seu dinheiro é sempre uma questão a ser analisada com bastante cuidado e não há uma resposta exata para ela.
Os investimentos são muito variados e dinâmicos, por isso fazer um esforço para estar sempre atualizado e ter o mínimo de entendimento é de crucial importância para quem almeja o sucesso financeiro.
Basicamente na hora de escolher onde guardar seu dinheiro você vai precisar analisar 3 princípios:

- Rentabilidade
- Risco
- Liquidez

Mas isso é o assunto para um próximo artigo!

Grande abraço, fica com Deus, e lembre-se:

Eu sou Danilo Machado, o seu coach financeiro

O que você achou desta informação?


0

 

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM

Sua mensagem foi enviada com sucesso!