29
Outubro
2016
0
//www.danilomachado.com.br/media/user/images/original/pec-241001_b0.png

PEC 241 CHEGOU A HORA DE VOCÊ FAZER A SUA

Criado: 29 Outubro 2016 | Atualizado: 17 Dezembro 2019
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir
É verdade, o excesso de gastos não deu nem para o Brasilzão e agora a conta chegou para valer. Se até um país do tamanho do nosso precisa fazer seus ajustes para conseguir pagar suas contas e seguir em frente, imagine nós pobres mortais.

É verdade, o excesso de gastos não deu nem para o Brasilzão e agora a conta chegou para valer. Se até um país do tamanho do nosso precisa fazer seus ajustes para conseguir pagar suas contas e seguir em frente, imagine nós pobres mortais.
Então deixe de preguiça, pegue papel e caneta e anota os 4 passos para sair do vermelho que eu vou escrever abaixo e cole na frente do seu computador para você decorar como em dia de prova:

Passo n° 1 - ESFRIE A CABEÇA: sua preocupação e noites mal dormidas não fazem os juros diminuírem. A melhor coisa que você tem a fazer agora é relaxar e traçar um bom plano para sair dessa situação que você se meteu. A maioria das pessoas se preocupa demais com o problema e se esquecem de encontrar uma solução, que muitas das vezes é bem simples e fácil de se resolver;

Passo n°2 - ENTENDA QUAL É A SUA REAL RELAÇÃO COM O DINHEIRO: se você é do tipo que acha que o dinheiro é algo ruim, a razão de todos os males, ou ainda, que você está numa situação desfavorável por conta dos vilões ricos e milionários será muito difícil você algum dia se tornar uma pessoa próspera financeiramente. Comece desde já a entender que o dinheiro nada mais é do que uma ferramenta. Um estilete na mão de um hábil artesão pode ajudá-lo a dar vida a uma linda escultura, enquanto que nas mãos de um assassino pode causar morte de desespero. Tudo depende do caráter do seu portador;

Passo n° 3 - SAIBA EXATAMENTE ONDE VOCÊ SE ENCONTRA E ONDE QUER CHEGAR FINANCEIRAMENTE: a maioria dos endividados tem medo de colocar as suas dívidas no papel pois isso aumenta sobremaneira a sua angustia e desespero em relação a sua situação financeira. Mas melhor do que se esconder de uma situação inevitável é enfrentá-la de uma vez por todas. Então, se este for seu caso, levante-se agora encha-se de coragem e ponha todas as suas dívidas num papel e depois passe para uma planilha. Faça isso relembrando do 1° passo. Ter uma ideia clara para até onde deseja ir financeiramente na vida, também é muito importante. Estabeleça um renda mensal e um plano para se tornar livre financeiramente.
Outra pergunta que quando faço escuto sempre um silêncio ensurdecedor é: QUANTO VOCÊ CUSTA PARA VIVER? Se você não respondeu em 5 segundos é outra coisa que você precisa resolver ainda hoje. Não saber quanto se gasta num mundo capitalista é o mesmo que viver numa pequena ilha e ignorar as aulas de natação. É a receita certa para o desastre. Para te ajudar nesta tarefa vou deixar um link para meu vídeo onde ensino a Regra dos 2 Envelopes que servirá como instrumento para organizar as suas contas mensais de maneira muito simples e fácil.

Passo n° 4 - NEGOCIANDO COM CREDORES: neste ponto é que a maioria das pessoas pecam.
A nossa cultura judaico-cristã, que usa a culpa e o medo como mecanismos de controle social, nos impõe uma obrigação quase insana de que se não pagarmos as nossas dívidas nas condições que nos são impostas pelos nossos credores, algo de muito terrível poderá acontecer ou que ,no mínimo, seremos julgados como escória social. Mas posso afirmar com toda certeza que o ALGO TERRÍVEL já está acontecendo quando você se submete a pagar juros extorsivos de 480% ao ano.
Então como negociar?
A primeira coisa que você precisa estabelecer é um limite máximo do seu orçamento para ser destinado ao pagamento das suas dividas. Esse limite não deve exceder 20% da sua renda. Mesmo que o seu gerente ache certo ou aconselhável, nunca ultrapasse esse valor! A segunda, é priorizar quem será pago primeiro. Aconselho colocar no topo da sua lista parentes, amigos e conhecidos. Essas pessoas confiaram em você, lhe ajudaram - muitas vezes com um dinheiro que não possuíam - no momento em que você mais precisou e você precisa honrar a sua palavra com elas. Depois negocie com as operadoras de cartão de crédito e os bancos.
Mas isso é assunto para um texto bem maior, veja mais detalhes no meu livro:

04 Passos Para Sair do Vermelho

Também sinta-se a vontade para deixar suas dúvidas e comentários logo abaixo.

Grande abraço e boa sorte.

link : REGRA DOS 2 ENVELOPES

Instagram: @danilomachado50k
FaceBook: DaniloMachadoPalestrante
YouTube: DaniloMachadoPalestrante



O que você achou desta informação?


0

 

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM

Sua mensagem foi enviada com sucesso!